Serviços

 
 
 
 

Sepultamento

 
O sepultamento ou inumação consiste no ato de colocar o corpo falecido em uma sepultura. Por isso, o sepultamento é um ato distinto de enterro.

No primeiro caso o cadáver é sepultado numa sepultura e no segundo o cadáver é enterrado numa cova ou colocado em uma espécie de gaveta.
 
 
 
 

Cremação

 
 
Técnica funerária que visa reduzir um corpo a cinzas através da queima do cadáver. Consiste em submeter o corpo a uma temperatura de aproximadamente 1000 graus em um forno crematório, desenvolvido para esse fim. Esse processo somente pode ser feito depois que dois médicos atestarem a certidão de óbito e a causa da morte (constada por eles) e demora em torno de duas horas e meia para ser concluído, dependendo do corpo. Ao final do processo, restam apenas cinzas e alguns fragmentos ósseos, que são triturados até ficarem uniformes, e assim são entregues à família.
 
 
 
 
 

Translados

 
Fazemos translado para todo o Brasil ou para o exterior, tanto em carros fúnebres adequados e de frota nova, como via aéreo.

Cuidamos de toda parte de documentação para ambos meios de transporte.
 
 
 

Tanatopraxia

 
É uma técnica milenar, usada no antigo Egito para embalsamamento de corpos. Hoje muito bem aperfeiçoada e com equipamentos modernos, fazemos esse procedimento para conservação do corpo, onde renovamos a aparência da pessoa, ao mais próximo possível dela em vida, e que também elimina todos os tipos de vírus, fungos e bactérias.
 
 
 
 
 

Necromaquiagem

 
Técnica que consiste em restaurar a face ou algum membro da pessoa falecida, vitima de alguma morte violenta ou anomalia.

Usamos produtos de alta qualidade, a fim de trazer as características da pessoa em vida.
 
 
 

Floricultura

 
O Grupo Bracalente tem sua própria floricultura, onde são confeccionadas suas coroas de flores em diversos tamanhos (especial, grande, média e pequena).

Trabalhamos também com coroas de flores e arranjos artificiais.
 
 
 
 
 

Urna

 
As urnas funerárias são itens bastante antigos da nossa sociedade, aparecendo em civilizações remotas como a dos indígenas brasileiros, que costumavam fazer as suas urnas em barro em formatos diferentes, dependendo da tribo e da crença que possuíam sobre a vida após a morte. Mesmo com os avanços tecnológicos e com as inúmeras mudanças pelas quais a nossa sociedade tem passado, sepultar os entes queridos que já partiram continua fazendo parte da nossa tradição, seja por meio de um enterro tradicional ou com a cremação. Em qualquer uma dessas situações, escolher a urna funerária é uma preocupação.

Está passando por esse momento delicado? Não se preocupe, estamos ao seu lado para tirar as dúvidas e ajudar no que for possível.